Registro Anvisa 80212480001

• Frequência de emissão: 1,0 MHz
• Emissão contínua e 30 opções de pulsado
• Aplicador ergonômico e à prova d’água
• Protocolos de tratamento pré-definidos
• Conexão para terapia combinada

Descrição Sonic Compact 1 MHz

Sonic Compact 1 MHz aparelho de Ultrassom 1 MHz

 

O SONIC COMPACT é um aparelho de Ultrassom 1 MHz. Com emissão contínua e 30 opções de pulsado, abrange todos os tratamentos terapêuticos através da micromassagem profunda. Oferece, ainda, protocolos de tratamento para auxiliar as aplicações.

Acessórios inclusos

• DVD manual de instruções
• Transdutor
• Suporte do cabeçote
• Cabo de força

Protocolos

SUGESTÕES DE TRATAMENTOS

Protocolo Celulite

1) Esfoliar toda região a ser trabalhada com gel esfoliante e remover.

2) Aplicar máscara de argila verde em toda região e deixar agir por aproximadamente 20 minutos e remover.

3) Realizar drenagem linfática.

4) Aplicar o gel condutor com princípios ativos lipolíticos em toda a região de tratamento.

5) Selecionar o protocolo FEG no equipamento, de acordo com o grau da celulite. Escolher as opções FEG I e II ou FEG III.

6) Realizar movimentos circulares e lentos com o aplicador por toda a região de tratamento.

7) Remover todo o gel.

8) Aplicar gel crioterápico na região a ser trabalhada e não tomar banho até 3 horas após a aplicação.

Protocolo Pós-Operatório de Lipoaspiração

1) Higienizar a região de tratamento com gel de limpeza

2) Borrifar fluido restaurador com princípios ativos como aminoácidos e oligoelementos.

3) Aplicar o gel condutor com princípios ativos em toda a região de tratamento.

4) Selecionar o protocolo PÓS-LIPO no equipamento.

5) Realizar movimentos circulares e lentos com o aplicador nas regiões submetidas à lipoaspiração.

6) Remover todo o gel.

7) Finalizar com Drenagem Linfática Manual.

Dúvidas Frequentes

1. O que é Fonoforese?

Consiste na utilização das ondas de ultrassom para administrar substâncias através da pele. A fonoforese tem a capacidade de introduzir medicamentos independente da carga elétrica, por se tratar de um processo mecânico que eleva a permeabilidade das membranas, permitindo a absorção de substâncias.

2. Qual a frequência do ultrassom?

Possui frequência de 1 Mhz.

3. Qual a diferença clínica entre as frequências de 1.0 e 3.0 MHz?

O ultrassom de 1.0 MHz é usado em estruturas mais profundas (músculos, tendões, bursas), pois ele é pouco absorvido em estruturas superficiais e em tecido adiposo. Ao contrário, 3.0 MHz deverá ser usado em estruturas superficiais, pois a energia é absorvida nos tecidos que estiverem entre 1 e 2 cm abaixo da superfície da pele.

4. O ultrassom pode ser utilizado após a mesoterapia para espalhar enzimas?

Não, o ultrassom desnatura enzimas, reduzindo sua ação em 73% dentro de 15 minutos de aplicação, portanto, a afirmação de que o ultrassom espalha enzimas injetadas não tem nenhum fundamento.

5. Qual seria o melhor gel para uso no ultrassom?

O gel ideal para trabalho com qualquer tipo de ultrassom deve ser desprovido de bolhas, com aspecto límpido, transparente, inodoro e sem a presença de aditivos (álcool, essências, etc). A quantidade ideal de gel é aquela que permite que o cabeçote deslize livremente, sem aderir a pele do paciente.

6. O gel pode ser utilizado de uma área para a outra?

Não é aconselhável, pois geralmente após o seu uso em uma região há a formação de microbolhas, seu aspecto se torna turvo, o que indicará uma má condução.

7. Por que os movimentos do ultrassom devem ser lentos e contínuos?

Devido a não uniformidade do feixe de ultrassom, o cabeçote não deve ficar parado sobre um mesmo local. Também não deve ser movimentado muito rápido, pois não haveria tempo do tecido entrar em ressonância. O melhor procedimento é o movimento circular-deslocado, numa velocidade de 1 a 2 cm/segundo.

8. O que é cavitação?

Irradiar ultrassom em líquidos leva à formação de bolhas muito pequenas e, esse fenômeno, é chamado de cavitação. Sob a ação do campo ultrassônico, essas bolhas aumentam e diminuem de tamanho (cavitação estável), ou podem colapsar (cavitação instável). A cavitação é um fenômeno comum produzido por ultrassons terapêuticos.

9. Qual o tamanho da ERA do equipamento?

Possui ERA de 7cm2.

10. O que é a Terapia Combinada do Sonic Compact?

É a aplicação simultânea de dois estímulos, neste caso, do ultrassom com a estimulação elétrica. Combinando os efeitos das correntes com os efeitos do ultrassom.

11. Como funciona a terapia combinada do Sonic Compact?

Para utilização da terapia combinada do Sonic Compact é necessária a utilização de um eletroestimulador (equipamento de correntes de eletroestimulação). O cabo exclusivo que acompanha o equipamento deve ser conectado na saída para terapia combinada no Sonic Compact e sua outra extremidade com garra de jacaré, deve ser conectada na saída do cabo de aplicação de seu equipamento de correntes. No outro fio do cabo de aplicação do mesmo canal, deve ser conectado o eletrodo e fixado próximo a região de tratamento. Desta forma, a corrente fechará o campo entre o cabeçote do ultrassom e o eletrodo.

12. Porque a Terapia combinada do Sonic Compact é um benefício?

A terapia combinada do Sonic Compact possibilita a junção de duas modalidades terapêuticas sendo empregas simultaneamente. Desta forma, amplificam-se os efeitos de uma terapia sobre a outra trazendo melhores resultados terapêuticos.

13. Quais equipamentos podem ser associados à terapia combinada do Sonic Compact?

Qualquer eletroestimulador (equipamento de correntes de eletroestimulação) pode ser utilizado em conjunto com o Sonic Compact. Entre os equipamentos da linha HTM podemos citar: Stimulus Face, Endstria, Stimulus-R, Stimulus Physio, Tens Fes Clínico e Portátil.

14. Com quais correntes a terapia combinada do Sonic Compact pode ser utilizada?

A terapia combinada pode ser utilizada associando ao ultrassom as correntes excitomotoras de média frequência, como a corrente Russa por exemplo, além das correntes polarizadas como a Microcorrentes e a Corrente Galvânica.

15. Qual a diferença entre a terapia combinada do Vibria e do Sonic Compact?

A diferença está na questão de como a corrente é distribuída no tecido, ou seja, com o Vibria e seus três transdutores a corrente fecha campo entre cada transdutor. Desta forma, a corrente migra de um transdutor para o outro. Já o Sonic Compact como apresenta um único transdutor, precisa de um eletrodo externo para fechar o campo da corrente. Além disso, é necessário um equipamento de correntes para a realização da técnica.